sábado, 18 de abril de 2015

Enfermeira reage a assalto e é morta a tiros quando ia para o trabalho em Campina

A enfermeira Aucilene de Almeida Lucena, de 33 anos, foi morta com dois tiros ao reagir a um assalto em Bodocongó, Zona Oeste de Campina Grande, na manhã deste sábado (18).

A polícia informou que a vítima seguia de moto para o hospital onde trabalhava naquele bairro, quando teria sido interceptada por dois homens que também estavam de moto, no Canal de Bodocongó.

Ao desconfiar da abordagem, ela acelerou o veículo e tentou escapar, mas os criminosos atiraram e ela foi atingida na cabeça e no abdome. Ela chegou a ser socorrida pelo Samu para o Hospital de Trauma da cidade, mas não resistiu e morreu antes de chegar à unidade.

O delegado de Homicídios, Francisco de Assis, esteve no local, mas como há a suspeita de que teria sido uma tentativa de assalto, pode ter ocorrido latrocínio, que é o homicídio seguido de roubo, e por isso, o caso deve ser transferido para a Delegacia de Roubos e Furtos em Campina Grande.

Apesar dessa suspeita, a polícia disse que a moto da vítima não foi roubada.


0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial