quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Pernambucano capota carro na PB e é preso por duas mortes e vender armas pelo WhatsApp

Um pernambucano de 30 anos foi preso na madrugada desta quinta-feira (18) depois de capotar um carro e ser flagrado com identidade falsa, arma e capuz. Segundo a polícia, no telefone dele, foram achadas conversas sobre negociação de venda de armas e assaltos a banco. O caso foi registrado na cidade de Caaporã, na Grande João Pessoa.

A polícia informou que recebeu chamado para atender uma ocorrência de capotamento na comunidade Capim de Cheiro, mas, no local, viu que o motorista do carro acidentado estava portando uma arma calibre 38 municiada, documento de identidade falso expedido em 2015 e um capuz de cor preta e viseira única (usado para esconder o rosto). Além disso, a polícia disse que encontrou conversas de WhatsApp, nas quais constavam negociações para comércio de armas e planos para cometer assaltos a banco.

Ele foi levado para a delegacia da cidade de Alhandra, também na região metropolitana, onde a polícia verificou que o homem é natural de Recife (PE) e que tinha dois mandados de prisão preventiva abertos, ambos por crime de homicídio qualificado.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial