sábado, 30 de julho de 2016

Maranhão desabafa e diz que Ricardo não soube preservar aliança com PMDB

O presidente da executiva estadual do PMDB na Paraíba, senador José Maranhão fez um discurso bastante contundente durante a convenção do seu partido realizada neste sábado (30), ao explicar o que levou a desfazer a aliança com o governador Ricardo Coutinho (PSB) e apoiar a reeleição do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

Segundo ele, não se administra e nem se constrói politicamente tentando subestimar o peso, a importância de ninguém, sobretudo, dos aliados.

Ressaltou que a aliança PMDB/PSD está incomodando o adversário se referindo ao governador Ricardo Coutinho, não porque já esteja isolado, mas por conta da sua consciência, grande juízo individual, que está mostrando ao governador que ele precisava ter feita a parte democrática da composição de governo e da forma de administrar.

“Ele não cuidou disso. Escorraçou os seus melhores aliados, inclusive o PMDB, que lhe deu a vitória no segundo turno, depois de ter sido derrotado pelo adversário no primeiro turno e esqueceu a história da nossa relação quando da sua primeira candidatura a prefeito o PMDB estendeu-lhe a mão amiga e forte que lhe garantiu a vitória”, lembrou.

Maranhão explicou ainda que o PMDB nunca se posicionou em momento algum na Paraíba, contra as tendências do povo paraibano, especialmente dos pessoenses.

“A candidatura de Luciano não é em absoluto uma conveniência política, mas sim um compromisso com a Paraíba e João Pessoa. Nós sempre decidimos escutando o povo e sem dúvida nenhuma a tendência do povo é votar nesta chapa encabeçada por Cartaxo e fortalecida por um partido que tem história”, disse

O senador fez ainda uma menção especial ao deputado federal Manoel Júnior que agiu com grandeza quando renunciou a candidatura de prefeito, muito embora tendo ficado contrariado porque queria o PMDB com candidatura própria, mas ao aliar-se ao prefeito estava aliando-se ao povo.

“Quando Manoel Júnior decidiu compor a chapa de Luciano, ele demonstrou que o PMDB sabe avançar e sabe recuar quando o recuo significa o fortalecimento de um projeto e é em nome desse projeto, O PMDB ofereceu o seu apoio porque não é apenas uma aliança política, mas uma aliança que vai garantir por mais quatro anos a continuidade de uma administração que está dando certo”.

Maranhão disse ainda não ser homem de cultivar o ódio porque antes de tudo é cristão e democrata e sabe que o homem público precisa ter grandeza sob pena de contrariar a sociedade, sobretudo, a própria massa eleitoral que decide o destino dos políticos.
...............................................................................................................................................................
Deixe seu comentário sobre essa notícia e acompanhe mais notícias do Cabuloso nas redes sociais:  TwitterYoutube e InstagramCurta nossa página no FacebookVocê também pode enviar informações, vídeos e fotos pelo WhatsApp (83) 98866-9195.
O que Achou? SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Fonte: Paraíbaonline

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial